projeto 54

São Paulo Criativa

Eixo Desenvolvimento Econômico E Gestão

Fomentar o desenvolvimento de empreendimentos, trabalho e emprego em setores da economia criativa e em setores com tendência de crescimento e absorção de força de trabalho

Situação atual

Tanto em cenário de alto crescimento de emprego formal, como de baixo crescimento, a economia criativa é superior. Em 2010, enquanto os empregos formais cresceram aproximadamente 7%, os vínculos nos setores da economia criativa cresceram 11%. Já em 2014, a taxa de evolução do total dos vínculos formais no município cresceu menos de 2%, enquanto que na economia criativa se aproximou de 3%. Por sua vez, entre 15% e 16% dos vínculos formais de emprego no município de São Paulo estão nos setores intensivos em conhecimento e tecnologia. Dada a transição produtiva da economia paulista, em curso desde a década de 1980 e que tem tornado o município de São Paulo especializado em serviços sofisticados e diversificado, faz-se oportuno, priorizar o fomento a empreendimentos e segmentos capazes de agregar valor às cadeias produtivas existentes nas cidades, aproveitando-se as vocações locais de cada região.

Resultados esperados

Aproveitando-se o potencial de crescimento da economia criativa no município, pretende-se, até 2019, ter um crescimento de 10% no número de estabelecimentos abertos, nesse setor, em comparação com o triênio 2013-2015. A cidade contará com estrutura e ações de apoio, desde a formação até a constituição de startups ou empresas da economia criativa. Os demais setores da economia também receberão atenção, por meio de um plano com diretrizes para aumentar a competitividade e produtividade das empresas dos diferentes setores que compõem a economia paulistana.

Orçamento

Recursos próprios Outros recursos
Investimento 0 0
Custeio 0 0

Linhas de ação

54.1
Promover 400 palestras e eventos temáticos sobre gestão, empreendedorismo e microempreendedor individual em todas as regiões da cidade.
54.4
Garantir que 7000 jovens completem a capacitação inicial em economia criativa.
54.5
Implantar a incubadora escola de economia criativa.
54.3
Criar o sistema paulistano de incubadoras de base tecnológica.
54.2
Lançar o programa municipal de fomento ao desenvolvimento econômico envolvendo ações de atendimento às empresas com: (1) identificação das vocações regionais da cidade; (2) acesso a novos mercados, locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais; (3) competividade em regiões de média e alta formalidade; (4) desenvolvimento de negócios em regiões com baixa formalidade e (5) melhoria de processos, produtividade e inovação tecnológica, além de envolver os Núcleos de Desenvolvimento Regional já existentes e os que serão criados.
54.7
Implantação do criadoemsampa.com - plataforma de fomento a empreendedores da economia criativa.
54.6
Promover a adesão de 24 instituições ao programa pedagógico sobre empreendedorismo para instituições de ensino fundamental, médio e técnico.