projeto 32

Selo de Direitos Humanos e Diversidade

Eixo Desenvolvimento Humano

Implementar sistema de incentivo à adoção de politicas afirmativas da força de trabalho no setor privado.

Situação atual

Das 200 principais empresas fornecedoras da Prefeitura de São Paulo em 2015, apenas 8% afirmaram possuir políticas de promoção de igualdade de oportunidades entre negros e não negros no seu quadro de funcionários. Em média, apenas 17% afirmaram que possuem algum tipo de política afirmativa para promoção da igualdade de oportunidades entre mulheres e homens no quadro de funcionários. Apenas 10% apontavam possuir políticas com metas e ações planejadas para incentivo à participação de mulheres na força de trabalho em qualquer um dos níveis hierárquicos. Menos de 20% indicaram que já haviam feito alguma ação pontual a respeito. (Fonte: Pesquisa Instituto ETHOS, Perfil Social, Racial e de Gênero dos 200 Principais Fornecedores da Prefeitura de São Paulo). Além disso, há dificuldade de inserção profissional da população trans e/ou de pessoas em situação de rua.

Resultados esperados

Espera-se que populações desfavorecidas tenham mais oportunidades de empregabilidade e empreendedorismo.

Orçamento

Recursos próprios Outros recursos
Investimento 0 0
Custeio 0 0

Linhas de ação

32.3
Realizar diagnóstico do potencial de empregabilidade que o selo pode gerar com instituto de pesquisa parceiro.
32.4
Realizar evento anual sobre direitos humanos e diversidade para divulgação do selo e fomento da cultura de direitos humanos nas empresas de forma voluntária.
32.2
Realizar chamada pública para fomento e incentivo de parceiros para adoção do selo anualmente (2018, 2019 e 2020).
32.6
Definir e formar rede de acompanhamento das empresas aderentes ao selo.
32.1
Criar os critérios para o Selo Voluntário Municipal de Direitos Humanos e Diversidade para Empresas.
32.5
Realizar anualmente concurso de inscrição para empresas candidatas ao selo.