projeto 29

Cultura Sampa

Eixo Desenvolvimento Humano

Requalificação das Casas de Cultura, de modo que elas se transformem em equipamentos de referência em suas comunidades; valorização e divulgação da arte urbana, sobretudo das manifestações artísticas desenvolvidas nos espaços públicos; promoção da acessibilidade arquitetônica dos equipamentos culturais; ampliação do circuito municipal de salas de cinema e audiovisual da cidade; e viabilização de rede WiFi em todos os equipamentos culturais da Secretaria Municipal de Cultura.

Situação atual

Integradas à gestão da Secretaria Municipal de Cultura desde 2015, as Casas de Cultura têm grande potencial para abrigar programação de qualidade para a população do entorno. No entanto, a situação física de algumas está comprometida e há escassez de equipamentos técnicos para atender as demandas básicas das programações artísticas. Além disso, atualmente, carecem de iniciativas que visem à diversificação das manifestações artísticas, ao diálogo entre o centro e as periferias e à circulação dos artistas que se apresentam nesses equipamentos. Existe também uma enorme demanda para que o poder público valorize, incentive e divulgue a arte urbana e as manifestações artísticas desenvolvidas nos espaços públicos. Em relação à acessibilidade arquitetônica, cerca de 50% dos equipamentos culturais dob gestão da Secretaria Municipal da Culturaestão em situação de inadequação. Há ainda a necessidade de implantar ao menos 25 salas de cinema para contemplar 50% dos distritos de São Paulo e proporcionar amplo acesso à rede WiFi em todos os equipamentos culturais da Secretaria Municipal de Cultura.

Resultados esperados

Requalificação das Casas de Cultura, de modo que apresentem um espaço físico adequado e equipado para a realização das suas atividades e ofereçam ao público uma programação diversificada, por meio do “intercâmbio” de artes e artistas de todas as regiões da cidade. Espera-se o aumento das ações desenvolvidas nesses equipamentos, bem como o aumento do público frequentador, trazendo visibilidade e projeção a esses espaços. Espera-se, ainda, que com a criação e a implementação do Museu de Arte de Rua (MAR) haja também o fortalecimento sistemático e a potencialização da arte urbana e das manifestações artísticas que acontecem nos espaços públicos. Almejamos ainda que 75% dos equipamentos culturais sob gestão da Secretaria Municipal da Cultura possuam acessibilidade arquitetônica e que 50% dos distritos de São Paulo tenham um sala de cinema até o final da gestão e que todos os equipamentos culturais tenham rede WiFi disponível à população, como indica e recomenda o Plano Municipal da Cultura.

Orçamento

Recursos próprios Outros recursos
Investimento 0 0
Custeio 0 0

Linhas de ação

29.1
Realizar a requalificaçãode no mínimo 50% das Casas de Cultura.
29.6
Inaugurar as Casas de Cultura de Parelheiros e de Cidade Ademar.
29.3
Ampliar a circulação dos artistas contratados nas Casas de Cultura, promovendo a diversificação de origem geográfica dos artistas que se apresentam em cada equipamento.
29.4
Implementar o MAR - Museu de Arte de Rua.
29.8
Implantar ao menos 25 salas de cinema, priorizando os distritos que não possuem este tipo de equipamento.
29.5
Criação da Escola do Grafite.
29.2
Aumentar em 50% a quantidade de eventos oferecidos nas Casas de Cultura por meio da programação do Circuito Municipal de Cultura.
29.9
Implementar o acesso à rede WiFi em todos os equipamentos culturais da SMC até 2020.
29.7
Realizar adequação arquitetônica de acessibilidade de forma que 75% dos equipamentos culturais de São Paulo estejam adequados até o fim da gestão.